Governo do Estado do Rio Grande do Sul
Início do conteúdo

Caxias do Sul e Rio Grande registram maiores avanços no PIB do RS em 2018

Nos dados divulgados nesta quarta-feira (16/12), Porto Alegre lidera perda na participação

Publicação:

Estudo foi elaborado em parceria com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE)
Estudo foi elaborado em parceria com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE)

Caxias do Sul e Rio Grande foram os municípios gaúchos que mais ganharam em participação no ranking do Produto Interno Bruto (PIB) do Rio Grande do Sul relativo ao ano de 2018. Os dados mais recentes sobre a atividade econômica dos municípios mostram que a soma dos bens e serviços produzidos pela cidade da Serra chegou a R$ 24,68 bilhões ou 5,4% do PIB do RS, um avanço de 0,24 ponto percentual (p.p) na comparação com 2017, o maior ganho percentual do Estado. Com um PIB de R$ 10,85 bilhões em 2018, Rio Grande teve um avanço de 0,19 ponto percentual em relação ao ano anterior, o segundo maior do Estado.

No ranking das 10 maiores economias do RS, Caxias do Sul e Rio Grande mantiveram em 2018 os mesmos postos de 2017, 2° e 5° lugares, respectivamente. Na lista, Porto Alegre segue na liderança, com um PIB de R$ 77,13 bilhões. No ano, a capital dos gaúchos, no entanto, viu uma nova queda na sua fatia de participação no total do RS, com uma perda de 0,45 ponto percentual, a maior entre os 497 municípios, o que a fez concentrar 16,9% do PIB do Estado.

Os dados referentes ao PIB dos Municípios de 2018 foram divulgados nesta quarta-feira (16/12) pelo Departamento de Economia e Estatística, vinculado à Secretaria de Planejamento, Governança e Gestão (DEE/SPGG). O estudo foi elaborado em parceria com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), que também apresentou nesta manhã os dados de municípios de todo o país.

00:00:00/00:00:00

Pesquisa em Pauta I PIB dos Municípios do RS (2018)

Os dados do Produto Interno Bruto dos Municípios de 2018 foram elaborados em parceria do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) com o Departamento de Economia e Estatística, vinculado à Secretaria de Planejamento, Governança e Gestão



Principais destaques

Com Porto Alegre na liderança, o ranking das 10 maiores economias do Estado tem na sequência Caxias do Sul, Canoas, Gravataí, Rio Grande, Santa Cruz do Sul, Novo Hamburgo, Passo Fundo, São Leopoldo e Triunfo.



Entre os destaques positivos, estão a subida de São Leopoldo, que passou a figurar no Top 10 (11° em 2017 para 9° em 2018), e Santa Cruz do Sul, que ganhou quatro posições (10° em 2017 para 6° em 2018). Entre os destaques negativos estão Pelotas, que em 2018 saiu do ranking das 10 maiores economias do RS (de 9° em 2017 para 11° em 2018) e Triunfo, que perdeu três posições (de 7° em 2017 para 10° em 2018).

“De maneira geral, municípios mais industrializados foram beneficiados em 2018, uma vez que a indústria de transformação foi um setor que apresentou importante crescimento em relação a 2017. Quanto aos municípios em que a agropecuária é relevante, os mais beneficiados foram os que produzem soja, produto que apresentou queda na produção, mas aumento expressivo dos preços no ano", assinala Martinho Lazzari, pesquisador em economia do DEE.

Por segmento

Maior produtor de soja do RS, Tupanciretã assumiu a liderança no ranking de 2018 no segmento da Agropecuária do Valor Adicionado Bruto (VAB), que é o PIB menos o valor dos impostos. Com um VAB de R$ 522,19 milhões, o município movimentou 1,5% do total gerado pelo setor no Estado. Alegrete (1,3%), Palmeira das Missões (1,2%), Cachoeira do Sul (1,2%) - líder em 2017 - e São Gabriel (1,2%) completam a lista dos cinco primeiros colocados. "Os percentuais pequenos de participação indicam uma maior desconcentração da atividade agropecuária entre os municípios do Rio Grande do Sul", ressalta Lazzari.

Em relação à Indústria, em 2018 Caxias do Sul voltou a ser o município com maior VAB (6,9% do total do Estado), seguido do líder de 2017, Canoas, com 6,5% do total, e Porto Alegre (6,2%).

Ao contrário da Agropecuária, no segmento de Serviços, o de maior participação no total do PIB do RS, o destaque é a alta concentração da atividade econômica em poucos municípios. Os 10 mais bem posicionados no ranking, liderado por Porto Alegre, Caxias do Sul e Canoas, são responsáveis por 47,1% do VAB do segmento.

PIB per capita

Como tradicionalmente ocorre, a divisão do montante do PIB pela população colocou novamente Triunfo, sede do Polo Petroquímico, na primeira posição. Com um PIB per capita de R$ 304.208, o valor é pouco abaixo do registrado em 2017, mas ainda muito à frente dos seguintes no ranking, Pinhal Grande (R$ 157.011) e Muitos Capões (R$ 136.948).

-
-



Na outra ponta da lista, dos municípios com menor PIB per capita em 2018, estão Alvorada (R$ 12.914), Barra do Guarita (R$ 12.980) e Cerro Grande do Sul (R$ 13.285).

E assim como em 2017, em 2018 o Rio Grande do Sul permaneceu com quatro cidades no ranking das 100 maiores economias do país. Porto Alegre se manteve na sétima posição no país, seguida no Estado por Caxias do Sul (que pulou de 40ª para 37ª), Canoas (de 47ª para 49ª) e Gravataí (de 79ª para 89ª).

- Clique aqui e confira a nota técnica do DEE sobre o PIB dos Municípios do RS

- Clique aqui e confira um resumo da apresentação

 - Clique aqui e confira a Série Histórica do indicador (2002-2018) 

-  Clique aqui e confira o ranking dos municípios do RS por PIB 


Texto: Vagner Benites, Ascom/SPGG

Secretaria de Planejamento, Governança e Gestão