Governo do Estado do Rio Grande do Sul
Início do conteúdo

Escola do Caff abre inscrições para 2020

Publicação:

Inscrições acontecem nos dias 10, 11 e 12 de dezembro, das 14h às 17h, na própria Esedi
Inscrições acontecem nos dias 10, 11 e 12 de dezembro, das 14h às 17h, na própria Esedi - Foto: Carolina Greiwe Ascom/Seplag
Por ASCOM/SEPLAG

Pais interessados em participar do processo seletivo para novos alunos da Escola de Educação Infantil do Centro Administrativo Fernando Ferrari (Esedi/Caff) devem ficar atentos ao calendário. O período de inscrições às vagas disponíveis para 2020 será nos dias 10, 11 e 12 de dezembro, das 14h às 17h, na própria Esedi (avenida Borges de Medeiros, 1501, acesso ao lado do Daer). O edital com as orientações foi publicado na edição desta sexta-feira (29/11) do Diário Oficial do Estado (DOE).

Para o próximo semestre estão sendo disponibilizadas 10 vagas para o Berçário (4 meses a 1 ano), 2 vagas no Mini Maternal (1 a 2 anos), 2 vagas no Maternal I (2 a 3 anos) e 1 vaga para o Jardim B (entre 5 e 6 anos). As vagas são destinadas para filhos ou dependentes de servidores públicos estaduais da administração direta, concursados e lotados no Caff.

Os demais critérios para preenchimento das vagas são, na seguinte ordem: menor renda familiar, maior número de filhos menores de 5 anos, maior carga horária do responsável pela criança, antiguidade no Estado e ambos os responsáveis trabalharem no Caff. É designada uma comissão, por parte da Secretaria de Planejamento, Orçamento e Gestão (Seplag) com a participação da direção da Esedi e representantes da associação de pais, para proceder na seleção classificatória.

Os responsáveis precisam apresentar, no ato da inscrição:
- Documento que ateste sua condição de servidor público estadual, carga horária e lotação no Caff;
- Certidão de Nascimento da criança ou termo de guarda (ou similar);
- Contracheques atualizados do pai, mãe e/ou responsáveis (original e cópia);
- Declaração do Imposto de Renda completa do pai, mãe e/ou responsáveis; se isento, apresentar declaração de próprio punho. No caso de constar mais de uma fonte no Imposto de Renda deverão ser comprovadas sua existência atual ou o desligamento (copia de rescisão de contrato ou baixa na Carteira de Trabalho) das mesmas.
- Caso seja autônomo, apresentar declaração de isento de próprio punho; desempregado, apresentar Carteira de Trabalho original e cópia da baixa da mesma ou do contrato se prestador de serviços.

OBS: Na falta de qualquer um dos documentos acima relacionados a inscrição não será efetuada.

-
- - Foto: Ascom/Seplag

Secretaria de Planejamento, Orçamento e Gestão