Governo do Estado do Rio Grande do Sul
Início do conteúdo

Perfis por Regiões Funcionais de Planejamento

A percepção da dinâmica territorial baseada unicamente nos movimentos macrorregionais, especialmente em função da questão da chamada Metade Sul do Rio Grande do Sul, perdurou até o inicio da década de 90, quando a questão regional passou a ser tratada considerando um número maior de variáveis. Essa nova abordagem pode ser facilmente percebida através da análise do Índice de Desenvolvimento Socioeconômico do Rio Grande do Sul (IDESE) e da dinâmica demográfica recente, entre outros fatores, considerando a distribuição dos municípios gaúchos segundo as 9 RF e os 28 COREDEs.  

ANEXOS

Perfis por Regiões Funcionais de Planejamento 2015

Perfis por Regiões Funcionais de Planejamento 2011

 

Secretaria de Planejamento, Orçamento e Gestão